FUNDAÇÃO MALCOLM LOWRY

FUNDAÇÃO MALCOLM LOWRY

Este blogue foi criado com o intuito de unir a comunidade lowryana de todo o mundo, a fim de trocar ideias e informação sobre o autor, promover a organização de conferências, colóquios e outras actividades relacionadas com a promoção da sua obra. Este é o primeiro sítio trilingue feito no México sobre o tema. Cuernavaca, México.


Malcolm Lowry Foundation


This blog was created to comunicate all lowry scholars, fans and enthusiastics from around the world in order to promote the interchange of materials and information about the writer as well as organize events such as lectures, colloquiums and other activities related to the work of the author. Cuernavaca, Mexico.


FONDATION MALCOLM LOWRY

Ce blog a été crée dans le but de rapprocher la communauté lowryenne du monde entier afin de pouvoir échanger des idées et des informations sur l'auteur ainsi que promouvoir et organiser des conférences, colloques et autres activités en relation avec son oeuvre. Cuernavaca, Morelos, Mexique.

miércoles, 30 de marzo de 2016

Carta a Jan Gabrial



Jan:

No tengo noticias tuyas, espero de veras que no estés enferma, ni te sientas desgraciada, ni inquieta, ni cansada, ni triste. Es extraordinario lo muy ciegamente que uno confía en un cartero. ¿Cómo se yo que no cogerá esta carta y la copiará y se la enviará a su novia, aunque él no podrá quererla tanto como yo te quiero a ti? (Por cierto, ya me encuentro mucho mejor, me siento capaz de salir a derribar algunos muros de piedra antes del almuerzo).
Pienso en ti y me pareces una flor. Y si fueras un nomeolvides, volvería el caos... He robado tu destino y lo he metido en un cofrecito. Entre tanto cuídate de la mujer de las gafas oscuras, de los cirujanos con joroba y del hombre de las tijeras. Y recuerda: te he estado observando durante horas, todo este tiempo, por encima del muro del jardín...
 
Siempre, tu
Malcolm
Vernon Court Hotel
Torquay, Devon, Inglaterra
Agosto de 1933

 
 
Jan,
 
Não tenho notícias tuas, espero sinceramente que não estejas doente, nem te sintas desgraçada, nem inquieta, nem cansada, nem triste. É extraordinário o quão cegamente se confia no carteiro. Como é que eu sei que não pegará nesta carta, a copiará e a enviará à sua namorada, apesar de que não pode amá-la tanto como eu te amo a ti? (Na verdade, eu já me encontro muito melhor, sinto-me já capaz de sair e de derrubar alguns muros antes do almoço.)
Penso em ti e pareces-me uma flor; se fosses uma não-me-esqueças, o caos regressaria… Roubei-te o destino e coloquei-o num guarda-jóias. Entretanto, tem cuidado com a mulher dos óculos escuros, dos cirurgiões com bossas e do homem das tesouras. E não te esqueças: estive a observar-te durante horas, todo este tempo, por cima do muro do jardim…
 
Sempre, teu.
Malcolm
Vernon Court Hotel
Torquay, Devon, Inglaterra
Agosto de 1933
 
(tradução Marcelo Teixeira)

No hay comentarios.: